Os Violinos Mágicos de Murillo Loures

19621988
19932003

Clique nas imagens para ampliar

História

Murillo Loures

Murillo Loures, carioca da Tijuca, começou a estudar violino aos 6 anos e meio. Aos 9 anos foi convidado a fazer parte do Gran Circo - Teatro Dudu na Praça da Bandeira executando músicas do repertório do "concertista" "O Menino Prodígio". Show que ele participou até os 14 anos. Idade em que começou a tocar em bailes nos mais famosos clubes do Rio de Janeiro.

Em 1952, começou a trabalhar substituindo um colega da Rádio Tupi do Rio de Janeiro e logo passou ao quadro de funcionários da Orquestra Tupi, sob a regência do Maestro Milton Calazans.

A partir de 1956 fazia “cachets” na Rádio Mayrink Veiga na programação da casa e atuou na Orquestra Sinfônica Nacional onde ficou até 1966.

Da mesma forma, atuou na Rádio Club do Brasil e Rádio Difusora do Departamento Federal de Segurança Pública - PRN - 9 - dividindo o microfone com, nada menos que, o grande Oscarito.

Em 1958, foi convidado para trabalhar na Rádio Nacional - emissora mais importante da América do Sul na época - onde ficou até 1968.

Em 1959, prestou concurso público para a orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, onde trabalhou como violista até 1993.

Em 1962, Murillo Loures convidou Paulo Nisenbaum, Samuel Granatovicz, Boleslaw Zacksewsky, Pascoal Perrota (violinos); Moyses Spilman (cello); Rodolpho Taranto (contrabaixo) e Irene Mutanen (acordeon) para formar um grupo musical e atuar em eventos diversos - Recepções, Casamentos, Missas de Bodas, Aniversários de 15 anos, etc. Com o tempo, ganhando o reconhecimento da sociedade. Murillo adota um nome para sua orquestra:

“Os Violinos MÁgicos de Murillo Loures”

Pequeno que era a princípio, hoje conta com uma equipe de renomados profissionais das 4 principais orquestras do Rio de Janeiro(Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal e Coro, Sinfônica Nacional, Sinfônica Brasileira e Sinfônica Petrobrás) e tem se apresentado em diversas Igrejas e nos mais famosos salões de nosso País.

Por mais de quatro décadas, este conjunto se tornou figura tradicional nos eventos mais conceituados, recebendo da mídia os melhores elogios.

Em 2010, o maestro Murillo Loures infelizmente nos deixou. Desde 2005, porém, a direção musical do nosso conjunto está a cargo de seu filho, flautista, Flávio Loures, que toca no grupo há mais de 30 anos.

Contando com a colaboração de uma equipe de apoio formada por Alcino Mathias, Terezinha Loures, Pedro d'Altério e Cláudio Ramos, os Violinos Magicos seguem sua trajetória encantando festas, cerimônias, casamentos e solenidades em geral por todo o país.
Neste ano de 2012, o conjunto celebra seu Jubileu de Ouro.

Aproveitamos para agradecer a nossos clientes, músicos e amigos por nos ajudarem a escrever a linda história do nosso grupo musical.
Continuamos levando a todos um trabalho sério e profissional, hoje já reconhecido pelas sua alta qualidade, profissionalismo e seriedade - que, estamos certos, perdurará por mais 50 anos, passando de pai para filho.

 

Telefones (21) 2571.0932 / 2252.3404 / 9859.8781 | email: contato@violinosmagicos.com.br
Desenvolvido por 3R Studio